busca

envie um email telefones para contato

14:33 - 22/11/12
Suvinil apresenta tons de cores que serão tendência em 2013

 

- Paletas inspiram a renovação da casa garantindo equilíbrio entre as tonalidades.
 
- Leveza, frescor, cores compostas e naturalidade ajudam a criar espaços aconchegantes e divertidos.
 
- Etéreo, Óptico e Biológico são os temas que guiam as tendências do próximo ano.
 
 
A Suvinil, marca de tintas imobiliárias da BASF e líder no segmento Premium, apresenta as tendências de cores para 2013. Divididas em três temas, as paletas foram desenvolvidas para que um mesmo ambiente possa receber seus tons simultaneamente, garantindo um equilíbrio cromático e leveza atmosférica à decoração.
 
“As pesquisas de tendências anuais da Suvinil tem base em estudos comportamentais e estéticos, dentro e fora do Brasil. Conhecendo nossa cultura e consumidor a fundo, criamos nossas mensagens localmente e as transformamos nas cores de tendências do ano. O estudo de 2013 foi pensado para que as paletas pudessem inspirar a renovação da casa. As composições nos permitem brincar com as cores de forma harmônica e vão muito além das paredes, dando vida nova também aos móveis e outros objetos decorativos”, afirma Ana Kreutzer, Designer de Cores da Suvinil.
 
A proposta de leveza e equilíbrio do tema Etéreo tem sua origem cromática nas tonalidades neon e no processo de desconstrução gradiente da cor. As cores DayGlo, mais conhecidas como neon, despontam um contexto renovado e um inédito frescor sofisticado começa a permear inclusive o mercado de luxo. Muito presente na moda durante os anos 80 e 90, essas cores chegam ao design de forma mais modesta, em pequenos detalhes e contornos. A popularização do degradê monocromático, no qual se utiliza o efeito que vai de uma cor bem intensa até sua variante mais clara e iluminada, acompanha o conceito de desconstrução da cor e de contraste desses tons mais intensos (neons) com o branco.
 
Em contexto renovado, os neons dão origem a tons pastéis vibrantes e iluminados. Leveza e frescor caracterizam essa paleta, composta por tons pastéis vibrantes que, em contraponto com neons de intensidade intermediária, dão cara nova à decoração da casa.
 
“Seguramente harmônica, a seleção de cores pastéis foi montada para que um mesmo ambiente possa recebê-las simultaneamente, resultando em equilíbrio cromático, que garante leveza aos ambientes“, explica Ana.
 
Dessa paleta fazem parte as cores: Delícia de Morango, Suave Lilás, Fibra Óptica, Aconchego, Luzes da Cidade, Cevada, Pitaia Rosa, Matelassê, Centáurea-Azul, Suco de Cenoura, Verde Folia e Verde Limão.
 
O degradê espectral dá forma ao segundo tema que recebeu o nome de Óptico. Influenciado pela sobreposição das cores, transparência e, principalmente, pela transição cromática, esse tema é permeado por tonalidades secundárias mais vibrantes. O resultado são cores compostas, mutantes, indefinidas, que também podem ser observadas nas fusões dos tons. São as “entre-cores“, que aparecem mais anunciadas . O Verde-Limão representa aqui um ícone de cor mutante, tanto pela composição verde-amarelada quanto pela situação óptica que proporciona, ao alternar a aparência entre verde e amarelo dependendo da luz à qual é submetido.
 
“Combinações contrastantes quentes ou frias, recortes de cor e o color blocking caracterizam a essência deste tema e do que chamamos de ‘cores no plural’, traduzido em ambientes divertidos mergulhados em cores vibrantes“, complementa Ana. A paleta é formada pelas cores: Coroa Imperial, Cravina Rosa, Topo do Mundo, Ecologia, Verde Limão, Mostarda Americana, Centáurea-Azul, Universo Paralelo, Perfume Francês, Reserva Especial, Fúcsia e Trovoada.
 
O tema Biológico propõe a casa como estrutura viva. A cor verde chega trazendo a natureza de fora para dentro das residências. Verdes das mais diferentes tonalidades são cuidadosamente cultivados em casa, em composições mistas que reproduzem paisagens naturais e florestas intensas. Além do verde, há forte influência dos terracotas, rosas e nudes, que trazem aconchego ao ambiente e complementam a atmosfera natural do tema.
 
“Uma tendência decorativa forte, que atesta esse movimento de aproximação com o natural, é utilizar objetos de decoração que são “ornamentos vivos” – mesas com pé de vaso e até mesmo plantas cultivadas com fôrmas para servirem como cadeiras após a colheita”, revela Ana.
 
A paleta conta com grande pluralidade de cores neutras, sóbrias e naturais como: Aconchego, Agreste, Cevada, Águia, Tico-Tico, Semente de Cacau, Rubi, Cheiro-Verde, Verde Folia, Colmeia, Verde Limão, Capim Seco e Brasão.
 
Fonte: Inteligemcia.com.br
| Mais

 
Veja também


 
Comentários