busca

envie um email telefones para contato

16:43 - 19/10/12
Receita: Bacalhau Dona Florinda

Bacalhau Dona Florinda

 

Ingredientes
• 1 posta (cerca de 270 gramas) de bacalhau dessalgado
• 1 batata grande cozida cortada em três partes
• 1 cebola pequena cortada em pétalas
• 1 pimentão verde pequeno cortado em tiras
• 1 pimentão vermelho pequeno cortado em tiras
• 500 ml de azeite
• 3 pedaços de brócolis ninja
• Azeitona portuguesa a gosto
• Sal fino a gosto
• Alho frito a gosto
 
Preparação: 20 minutos
Rendimento: 1 porção
Nível de dificuldade: médio
 
Modo de preparo
Em uma panela com água fervendo, cozinhe a cebola, os pimentões e o brócolis ninja. Enquanto os ingredientes cozinham, frite o bacalhau em uma frigideira antiaderente com o azeite até que fique dourado. Após os legumes estarem cozidos, escorra a água e adicione-os na frigideira com o bacalhau, a azeitona e o alho frito, e refogue um pouco. Tempere com uma pitada de sal. Sirva acompanhado de arroz branco.
 
Tradição Familiar
 
Para ter um bom restaurante, não basta somente boa comida. O que é decisivo para as pessoas voltarem a um estabelecimento é o atendimento e o clima aconchegante. No Dona Florinda, na zona norte de São Paulo (SP), essa é a proposta: pratos bem elaborados, recepção gentil e familiar, bem como um lugar perfeito para ficar horas degustando um belo vinho e saboreando as entradas. Sob o comando do jovem e experiente chef Thiago Tavares, o restaurante tem um menu com variedades típicas portuguesas, como a alheira – uma espécie de embutido envolvido por uma massa de pão –, feijoada de frutos do mar, arroz de pato e muitas opções com bacalhau. Para acompanhá-los, uma carta com mais de cem rótulos de vinho do mundo todo. A boa dica para o Bacalhau Dona Florinda (R$ 82) é o tinto Paulo Loureano, oriundo do Alentejo; ou o Ceirós, um delicioso e refrescante vinho branco.

Na decoração dos seus 240 m², abundante claridade vinda das grandes vidraças, piso de ladrilhos, parede na cor terracota e muitos enfeites – como as tradicionais louças portuguesas e os famosos Galos de Barcelos – , todos escolhidos e trazidos pela Dona Dê, mãe do chef, direto de Portugal. Para os mais curiosos e despudorados, peçam a Punheta de Bacalhau! Brincadeiras à parte, é uma especialidade do patriarca da família, “Seu” Bernardo Tavares, que aprendeu a fazer esse prato quando pequeno. O nome deriva-se da ação de desfiar o bacalhau seco, e a iguaria vem regada a azeite, ideal como antepasto. A receita, o Seu Bernardo não conta para ninguém, mas quem prova aprova.

 

Fonte: Portal Decoração

| Mais

 
Veja também


 
Comentários