busca

envie um email telefones para contato

10:19 - 08/07/10
Construção será o setor mais beneficiado com Copa 2014, apontam Ernst & Young e FGV

Obras de infraestrutura irão gerar um impacto sobre o PIB da construção civil de R$ 8,14 bilhões

No topo da lista de setores impactados com a realização da Copa do Mundo de 2014 no País, a construção civil terá o maior impacto sobre o seu PIB, calculado em R$ 8,14 bilhões. A informação é resultante do estudo Brasil Sustentável – Impactos socioeconômicos da Copa do Mundo 2014, desenvolvido pela Ernst & Young em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV).

O setor lidera os R$ 22,46 bilhões de investimentos diretos que serão feitos para garantir infraestrutura e organização, seguido por serviços prestados às empresas, serviços de utilidade pública (eletricidade, gás, água, esgoto e limpeza urbana) e serviços de informação.  No total, essas áreas deverão ter incremento da produção de R$ 50,18 bilhões.
 
O estudo estima que o impacto direto da realização da Copa no Brasil sobre a construção será de R$ 6,91 bilhões, incrementando o PIB setorial em 5,63%. Construção e reforma de estádios, expansão e adequação do parque hoteleiro, investimentos na infraestrutura de transportes e reurbanização das cidades-sede contribuem para esse crescimento.
 
Além da construção, outros segmentos relacionados ao setor de infraestrutura também receberão impulso significativo, como eletricidade e gás, água, esgoto e limpeza pública (R$ 3,59 bilhões no PIB setorial), fabricação de aço e derivados (R$ 452,43 milhões no PIB setorial), e cimento (R$ 240,43 milhões), entre outros.
Do total de R$ 29,6 bilhões que correspondem aos gastos estimados relacionados à Copa (incluindo despesas de visitantes), R$ 12,5 bilhões terão como origem o setor público (42%) e R$ 17,16% bilhões serão provenientes do setor privado (58%).
 
Fonte: PortalVGV
 
| Mais

 
Veja também


 
Comentários